14 Coisas que ajudam os japoneses a identificar um estrangeiro na multidão rapidamente

O Japão é um país fascinante e com costumes bem diferentes dos que estamos acostumados no ocidente. Os japoneses se destacam pela organização, limpeza e educação, e várias coisas que são comuns para nós podem ser mal interpretadas por eles. Veja abaixo algumas curiosidades que diferenciam bastante os turistas dos japoneses.

1 – Não é apropriado mostrar ombros no Japão

As mulheres japonesas não costumam usar roupas com decote ou que mostrem os ombros ou a barriga, elas costumam ser mais conservadoras na hora de se vestir. É por isso que as turistas que gostam de mostrar mais o corpo costumam surpreender a população local.

2 – Os japoneses não costumam usar muito perfume

Os japoneses são muito sensíveis em relação a cheiros, por isso, não gostam muito de perfumes fortes. Os japoneses podem até achar esses cheiros ofensivos. O mercado de perfumes no Japão é muito limitado e há poucos perfumes disponíveis nas lojas de cosméticos.

3 – A forma de cumprimento é diferente

Os japoneses não aprovam o contato corporal próximo, é por isso que você não deve tocar em ninguém, abraçá-los ou dar tapinhas nas costas. O gesto um tanto aceitável de contato físico é o aperto de mão e é melhor esperar até que um japonês estenda a mão primeiro. Caso contrário, você deve se limitar com uma reverência, que é o cumprimento mais comum por lá.

4 – Não é recomendado pegar coisas que alguém deixou cair na rua

Os japoneses são rígidos quando se trata de encontrar itens perdidos. Um turista pode, sem saber, pegar um item para tentar identificar seu dono, mas é melhor não fazer isso. O que pode ser feito é recolocar o item em um local mais visível para que seja mais fácil para o proprietário encontrá-lo quando retornar em busca dele. Coisas de maior valor podem ser levadas para a delegacia de polícia mais próxima.

5 – Japoneses não costumam ceder seus lugares no transporte público

Os japoneses não cedem seus assentos para outras pessoas em metrôs, ônibus ou trens. Algumas pessoas podem até achar que é um insulto quando alguém cede seu lugar a elas, pois é como se estivesse as chamando de “coitadas”. Além disso, há assentos especiais em cada vagão para idosos e deficientes físicos.

6 – Os motoristas dos táxis abrem as portas para os passageiros

Ao tentar pegar um táxi, é preciso levantar o braço bem alto em vez de esticá-lo para o lado. Além disso, é preciso não tocar na porta do carro – é o motorista que a abre para o passageiro.

7 – Não é costume deixar gorjetas no Japão

Os japoneses já sabem que o nível de serviço que prestam é muito bom e, portanto, não esperam incentivo adicional. Pelo contrário, eles podem tomar isso como ofensa. Tudo que você precisa fazer é agradecê-los educadamente.

8 – Estrangeiros costumam se preocupar menos com a postura

Os japoneses podem identificar facilmente um estrangeiro por sua postura. A população local diz que muitos turistas têm uma postura desleixada, ao contrário deles, que costumam manter uma boa postura.

9 – É comum esconder tatuagens no Japão

As tatuagens no Japão não são tão comuns quanto no resto do mundo. As pessoas que as têm costumam escondê-las com a ajuda de roupas, adesivos e maquiagem para ir ao trabalho.

10 – Os japoneses são mais tímidos para paquerar

Ao contrário dos países ocidentais, os japoneses ainda são bem conservadores quando se trata de paquera e amizade entre homens e mulheres.

11 – Você deve tirar os sapatos, mesmo em banheiros públicos

Não é apropriado entrar nos lares japoneses usando sapatos. Esta regra está relacionada com a maneira como os japoneses entendem a limpeza. Eles dividem o espaço ao seu redor em zonas “limpas” e “sujas”. Toda a casa, exceto o banheiro, é considerada uma zona “limpa”. Os japoneses criaram chinelos especiais para a zona “suja”, para não obrigar os hóspedes a carregar sapatos comuns da varanda até o banheiro para usar o banheiro. A mesma regra vale para banheiros públicos.

12 – Os japoneses não gostam de falar alto

Muitos japoneses consideram os estrangeiros muito barulhentos, acham que eles falam alto e gesticulam muito. Para não parecer um turista mal-educado, é melhor não falar ao telefone em transportes públicos lotados ou conversar alto em público.

13 – No Japão, não é costume comer ou beber em lugares públicos

Não é proibido, mas não é algo que seja considerado educado. Os japoneses são muito sensíveis com relação à limpeza, é por isso que eles podem estar preocupados se a pessoa que está comendo irá remover o lixo após terminar de comer ou não. Ultimamente isso tem se flexibilizado, e os jovens japoneses se permitem fazer um lanche em movimento, mas de forma modesta e em lugares menos movimentados.

14 – Os japoneses não costumam comer em silêncio

Os japoneses preferem fazer as refeições com algum ruído de fundo. Se um turista entrar em um restaurante vazio e silencioso, o anfitrião logo colocará uma música ou ligará a TV.