25 Criações humanas muito antigas que ainda conseguem nos surpreender

A humanidade evoluiu muito nos últimos séculos, e tudo o que está em nossa volta passou por transformações. Mas revirar o passado pode ser muito interessante às vezes, para conhecermos nossa história e como as coisas eram produzidas há muitos anos. Veja abaixo alguns artefatos antigos que sobreviveram até hoje e que surpreendem pela conservação após tantos anos.

1 – Paleta de um artista encontrada no Egito, que data de 3.400 anos atrás

2 – Sapatos com 2.400 anos encontrados nas montanhas Altai, Mongólia. Eles estão em condições excepcionalmente boas devido às baixas temperaturas da região

3 – Um templo de 2.000 anos que ainda está de pé e em ótimas condições, no Egito

4 – Uma escultura de madeira retratando a morte, feita em 1520

5 – A pegada de uma criança em uma telha de barro de 2.000 anos, em uma pequena cidade francesa chamada Vaison-la-Romaine

6 – Uma placa de “Cuidado com o cachorro” em uma casa romana de 2.000 anos

7 – A corda que selava o templo do Rei Tut só se rompeu após 3.245 anos depois de amarrada

Isso que é durabilidade!

8 – Essa armadura, chamada de Armadura de Hércules, foi feita em meados do século 16 para o Arquiduque Maximiliano II

9 – Um livro do século 17 que sobreviveu para contar a história de como se tornou uma arma. Ele foi projetado para que a arma ficasse oculta e só pudesse disparar quando o livro estivesse fechado. Provavelmente foi usado para proteção pessoal, por Francesco Morosini, o duque de Veneza, que viveu de 1619 a 1694

10 – Os efeitos psicodélicos causados pelos cogumelos retratados em um desenho dentro de uma caverna de 9.000 anos

11 – Um menino encontrou uma inscrição de túmulo da era bizantina de 1.500 anos, enquanto procurava cogumelos

12 – Uma velha faca do século 16 que servia não apenas como faca, mas também como pistola e calendário

13 – Um anel egípcio antigo com um gato de cornalina vermelho, datado de cerca de 1070–712 AC. Esse anel é feito de ouro e a figura do gato foi esculpida em uma pedra semipreciosa, cornalina. Estima-se que tenha pelo menos 2.700 anos

14 – Um morteiro feito no final do século 18 na forma de um tigre

15 – Uma escada do século 19 em um castelo francês chamado Château de Chantilly, não muito longe de Paris. A sua construção iniciou-se em meados do século XIV e foi concluída no final do século XIX

16 – Um anel que possivelmente pertencia a Calígula, com cerca de 2.000 anos. O imperador romano Calígula reinou de 37 a 41 DC. A mulher gravada no topo do anel é considerada Cesônia, a quarta e última esposa de Calígula

17 – Um globo esculpido em um ovo de avestruz que sobreviveu à metade de um milênio. Pensa-se que esse globo foi criado por volta de 1510 e seria o mapa mais antigo que representa o Novo Mundo

18 – O “Cristo Velado” esculpido por Giuseppe Sanmartino, em 1753

19 – Essa parede de pedra é igual a centenas de anos atrás. As pedras são combinadas com muita precisão, sem espaço entre as pedras. A estrutura foi concebida para ser construída de forma estável porque a área era sujeita a terremotos. É tão surpreendente que foi declarada Patrimônio Cultural da Nação do Peru

20 – Esse relógio astronômico em Praga, República Tcheca, ainda funciona desde 1410

21 – Um sapato bem conservado usado por um romano há 2.000 anos

22 – Construída entre 1300 e 1190 a.C., a ponte Arkadiko ainda está em uso hoje. A ponte Arkadiko na Grécia tem mais de 3.300 anos e isso a torna uma das mais antigas pontes ainda existentes

23 – Um punhal  de ritual esotérico do século 19 com a morte decorando o punho, vendido por quase US $ 5.700 em um leilão

24 – Uma espada de 2.500 anos que pertencia a Goujian, rei de Yue, na antiga China, foi descoberta intacta

25 – Os arqueólogos descobriram um mosaico do século 3 em um vinhedo particular na cidade de Negrar di Valpolicella. O mosaico é considerado o piso de uma Domus, uma casa habitada por proprietários abastados. Os ladrilhos estão em perfeitas condições

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui