Espetáculo gratuito que retrata desafios das mulheres na quarentena estreia neste sábado, no YouTube

(Fotos: Divulgação/ComunArte)

O espetáculo inédito e gratuito “Cimento Que Se Move” estreia no próximo sábado, dia 5 de dezembro, no YouTube. A produção baseia-se em memórias e sensações causadas ao longo do período em quarentena e os desafios enfrentados pelas mulheres com a saúde mental, sobrevivência e reconfiguração do fazer criativo. Os interessados poderão assistir nos próximos dois finais de semana, dias 5, 6, 12 e 13 de dezembro, em dois horários, às 16h e às 18h. A classificação é de 12 anos.

As artistas Adrielle Rezende (SE) e Mellanie Reis (SP) partem de procedimentos da dança-teatro inspirados nos processos da bailarina e coreógrafa Pina Bausch, objeto de pesquisa da diretora e performer Carol Piñeiro que investiga a construção de cenas híbridas. O projeto apresenta artistas em deslocamentos, mulheres migrantes que brotam do asfalto, moram e trabalham no extremo leste da cidade de São Paulo.

Cimento Que Se Move, do grupo Teatro Interrompido e contemplado pelo PROAC DANÇA, também propõe experiências virtuais gratuitas ministradas e idealizadas por mulheres que sobrevivem em um mundo em ruínas.

Além do espetáculo, haverá exibição da videodança Erosão que é composta por artistas de diferentes estados do país. Ambos trabalhos contam com a trilha sonora autoral de Raiany Sinara (MT) e edição da videomaker Mylena Sousa (RN).

O projeto conta também com a realização de oficinas online gratuitas de troca e formação cultural com a diretora Carol Piñeiro, a preparadora corporal Mônica Augusto (SP) e as artistas convidadas Rozeane Oliveira (RN) e Anádria Rassyne (RN/AM). As atividades se encerram com um bate-papo sobre arte e saúde mental em formato de live com a psicóloga Monique Machado (SC).

Fonte: Ascom

Fonte: Terceira Via

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui