Itaperuna – Quarta-Feira – Paratleta de Itaperuna busca vaga para as paraolimpíadas de Tóquio

A determinação do paratleta Ricardo Gomes de Mendonça vem ganhando destaque em Itaperuna e pelo Brasil. Ricardo de 30 anos está no caminho certo em busca de um grande sonho: disputar as Paraolimpíadas de Tóquio. Para isso, Ricardo tem treinado a corrida diariamente no Centro Poliesportivo do município, o maior da região e palco de muitas modalidades esportivas.

Nascido em 31 de janeiro de 1990, Ricardo sofreu um acidente em 2014, perdendo os movimentos do braço direito após uma escada cair sobre ele. Depois de três cirurgias, decidiu voltar a praticar esporte por indicação do seu médico que observou que ele estava muito triste e psicologicamente afetado por conta das sequelas. A mesma modalidade que treinava na adolescência como atleta de iniciação.

Ricardo é bicampeão universitário dos 100 metros da Funita – Fundação Universitária de Itaperuna, com record brasileiro com a marca de 11 segundos e 18 centésimos e possui 03 medalhas do Circuito Caixa de Paratletismo.

Atualmente, Ricardo está na equipe APC Campinas – SP, onde está fazendo o processo de classificação internacional, com grandes chances de obter uma vaga para a Tóquio.

“Estou indo para São Paulo para treinar junto com os treinadores da Seleção Brasileira Paralímpica que são os melhores do mundo”, disse Ricardo.

Sobre outro desafio que Ricardo precisa enfrentar é a falta de patrocínio. “Infelizmente o Brasil não enxerga o atleta como profissional. Esse é um momento de todos os nossos empresários e também pessoas físicas olharem para nós e investir em um atleta. Seria uma grande alegria ter o apoio de empresários de Itaperuna e, com orgulho, estampar no meu uniforme as marcas dessas empresas da minha terra natal”, completou.

Para investir no paratleta itaperunense, o empresário pode contribuir com a Lei de incentivo ao Esporte que se encontra no site do Ministério do Esporte, onde é possível fazer a doação com parte do imposto que a própria empresa já paga para o governo.