Marinha encontra mais dois corpos na área de buscas onde lancha que saiu do Rio, naufragou a caminho do Ceará

Mais informação para você!

MACAÉ – A Marinha encontrou mais dois corpos, neste sábado (6), das vítimas de naufrágio da lancha O Maestro que havia saído do Rio com destino a Fortaleza. As vítimas desapareceram desde o dia 30 do mês passado na área de buscas de onde numa lancha estava um grupo de cinco amigos.

De acordo com a Marinha, os corpos foram encontrados a aproximadamente 50km a leste do Farol de Cabo Frio, em uma área próxima ao material recolhido na terça-feira (3), que apresentava características semelhantes ao que se encontrava a bordo da embarcação “O Maestro”.

Os corpos foram localizados por aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) e recolhidos pelo Navio-Patrulha (NPa) “Macaé’, da Marinha. Ainda de acordo com a Marinha, os corpos foram levados para Macaé.

No sábado, completou o sétimo dia de procura com quatro corpos já resgatados. Agora as buscas continuam pelo último desaparecido.

A embarcação naufragou no último dia 31/01, nas proximidades do Farol de São Tomé, em Campos dos Goytacazes, após partir do Rio de Janeiro rumo ao Ceará.

A aeronave (SH-16) da Marinha do Brasil e uma embarcação pesqueira foram utilizadas no resgate que aconteceu a 35 quilômetros a sudeste do Farol de Cabo Frio.

Os corpos foram recolhidos pelo Navio de Apoio Oceânico “Purus”, e seguiram para Enseada do Forno, em Arraial do Cabo-RJ e chegaram ao Porto de Macaé, no Norte Fluminense, na madrugada deste domingo (7), de onde foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) do município.

Além dos corpos, a Marinha informou que uma cadeira branca, supostamente relacionada à embarcação “O Maestro”, foi recolhida por outra embarcação pesqueira, que foi entregue a uma organização militar da Marinha. Até o momento, a Operação de Busca e Salvamento (SAR) aos tripulantes da embarcação “O Maestro”, conta com a participação direta de 120 militares.

Vítimas

No barco, estava um grupo de cinco amigos. O filho do pescador Wilson Martins dos Santos, 57, reconheceu o corpo do pai na noite deste sábado (6) e seguiu com o traslado para o Ceará.

A mulher de Ricardo Kirst, 55 anos, reconheceu os pertences do marido no IML de Macaé e o corpo dele foi identificado na tarde deste domingo (7), após o cruzamento de dados entre a Polícia Civil do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul, estado onde o empresário nasceu.

O corpo de Ricardo seguirá no IML da cidade até a identificação dos outros dois corpos, para que possa seguir no mesmo traslado para Fortaleza. A mulher de Luís Cláudio de Souza, também está em Macaé aguardando a identificação dos outros dois corpos encontrados. Segundo o órgão responsável, as identificações devem ocorrer nesta segunda (8).

Estavam na embarcação: Guilherme Ambrósio, como comandante; Luís Cláudio de Souza; Wilson dos Santos (corpo já identificado); Ricardo Kirst (corpo já identificado) e Domingos de Souza.

Familiares relatam que no último contato, os homens descreveram as condições insatisfatórias do tempo. Naquele dia, informaram chuva e vento intensos, o que dificultaria a continuidade do trajeto.