Ocupação de leitos para Covid chega a 50% em Campos e tende a aumentar

Vice-prefeito de Campos, Frederico Paes, durante reunião no Gabinete de Crise

O aumento do número de internações de crianças e jovens colocou o Gabinete de Crise em estado permanente de alerta e de reunião, com adoção de novas medidas de restrição e de enfrentamento da pandemia, com a decisão sendo tomada nesta segunda-feira (8) em encontro no Centro Administrativo José Alves de Azevedo, entre representantes da sociedade civil organizada. Antes, o subsecretário de Saúde, Charbel Kury, fez menções durante outro encontro, sobre a necessidade de aumentar as medidas restritivas no Município (clique aqui) para evitar um colapso no sistema de saúde.

A reunião do Gabinete de Crise foi coordenada pelo vice-prefeito Frederico Paes, com a participação dos representantes do comércio, de forças de segurança como a Polícia Militar, das escolas particulares, entre outros segmentos. Frederico apresentou o cenário com agravantes, como a evolução da taxa de ocupação dos leitos de UTI, que chegou a 50% no domingo (7), o aumento do número de casos em março, o risco da variante inglesa e a internação de crianças e jovens.

“O nosso empenho é para evitar que Campos viva a mesma tragédia pela qual passa o Brasil. É preciso a colaboração de todos. Por estar em situação menos desconfortável do que o país, isso não nos permite relaxar com as medidas. A determinação do prefeito Wladimir Garotinho é a de seguir o que recomenda a ciência”, diz o vice-prefeito Frederico Paes.

Novo Decreto

A prefeitura publica no Diário Oficial desta terça-feira (9) um novo decreto, em que o Gabinete de Crise se coloca em estado de reunião permanente e onde serão listadas novas medidas, com vigência a partir da quinta-feira (11), para dar tempo de adequação às novas regras, que foram detalhadas pelo Subsecretário de Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica, Charbell Kury.

As novas medidas preveem algumas alterações: Bares, restaurantes e similares funcionarão até 21h; Redução para 30% do fluxo de pessoas em lojas em shoppings, comércio em geral, com controle na entrada; Suspenso o funcionamento de cinemas no âmbito da municipalidade; Suspensa música ao vivo com até duas pessoas;

Controle sanitário em locais de aglomerações, terminais rodoviários, bares e restaurantes e aglomerações em frente aos bares sob pena de multa e de cassação do alvará; Proibição do comemorativos e buffet; Proibição de eventos culturais e em dispositivos da Fundação Cultural Jornalista Osvaldo Lima; Redução do fluxo de pessoas em academias, clubes e igrejas em 30%; Proibição de prática de esportes coletivos em dispositivos particulares e públicos;

Cobrança de uso de máscara das lojas e demais dispositivos sob pena de multas e cassação de alvará; Adiamento do início das atividades escolares no sistema híbrido. Os dispositivos terão 48h horas para iniciar as mudanças antes das fiscalizações.

Fonte: Secom