Pádua – Quarta-Feira-Prefeito de Pádua diz que vai decretar toque de recolher no município

Em sua transmissão, Paulinho relata que o Hospital de Pádua atingiu o nível máximo de lotação da CTI.

Em uma transmissão ao vivo realizada na manhã desta quarta-feira (10/03) o prefeito de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, Paulo Roberto Pinheiro, anunciou que o município vai adotar toque de recolher. No vídeo, o prefeito afirmou que existe um grande clamor popular para que não se feche o comércio e medidas mais drásticas não sejam tomadas, e que a prefeitura vem levando como parâmetro o hospital e as vagas para transferência. De acordo com o diretor do Hospital Hélio Montezano de Oliveira a unidade atingiu o nível máximo de lotação da CTI Covid-19 na noite de ontem, e há uma grande dificuldade para conseguir transferências. Ele destacou que a Covid-19 mata e fez um alerta sobre o fato de a doença estar acometendo cada vez mais pessoas jovens. “Acreditem na doença, nos ajudem. Faça o distanciamento social, use máscara, evite aglomeração. Estamos no momento mais crítico” – disse o diretor da unidade hospitalar.

Um novo decreto deve ser editado e publicado ainda nesta quarta-feira (10/03). “Vamos abaixando o funcionamento do comércio de acordo com o que a gente for vendo aqui no nosso hospital. Melhorou a questão aqui, que tiver mais leito, tiver tranquilidade para atender bem a população, a gente suspende o decreto, mas por enquanto a decisão é que hoje a partir das 18h horas toque de recolher. Bares, restaurantes, todo comércio fechado a partir das 18h” – disse o prefeito. Ele informou ainda que a partir desta quinta o comércio deve funcionar de 7h às 18h, inclusive os supermercados. O toque de recolher deve vigorar por sete dias. “Se não surtir efeito, a gente vem diminuindo, fecha às 17h, 14h, e vamos descendo até a gente conseguir equalizar” – destacou o prefeito.