Regiões Norte e Noroeste do Rio de Janeiro estão classificadas em bandeira vermelha

A 12ª edição do mapa de risco do coronavírus mostra que as Regiões Metropolitana I, Baía da Ilha Grande, Serrana, Norte e Noroeste do estado do Rio de Janeiro estão classificadas em bandeira vermelha, de alto risco para a Covid-19. Nessas regiões vivem 75% da população fluminense. Já as Regiões Médio Paraíba, Centro-Sul, Baixada Litorânea e Metropolitana II estão classificadas em bandeira laranja, de risco moderado. Assim, o estado do Rio passa para a bandeira vermelha, que representa alto risco para a doença.

Para o enfrentamento à Covid-19 no estado, a Secretaria Estadual de Saúde reforçou o pacote de medidas: desde novembro, ampliou a rede dedicada ao tratamento da doença em 810 leitos, sendo 349 de UTI adulto e 461 de enfermaria nas unidades estaduais e a partir de incentivos do estado. A Secretaria anuncia ainda a abertura de 300 leitos no Hospital Modular de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A previsão é que, até o fim de janeiro, sejam disponibilizados 150 leitos, sendo 100 de UTI e 50 de enfermaria. Além disso, a Secretaria abriu mais um centro de testagem precoce por RT-PCR para Covid-19 na UPA Campo Grande II. O agendamento para esta unidade também é feito pelo aplicativo Dados do Bem.

A prevenção não pode parar:

– Use máscara sempre que sair de casa;

– Higienize as mãos constantemente;

– Ao tossir ou espirrar, cubra a boca e nariz com o braço;

– Mantenha o distanciamento mínimo de 1 metro para outras pessoas;

– Evite sair de casa para atividades não essenciais;

– Não compartilhe copos, talheres ou toalhas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui