Terceiro corpo de desaparecidos em naufrágio é reconhecido

Domingos Sávio, empresário, era um dos tripulantes da lancha O Maestro. (Foto: Reprodução/Acervo pessoal)

Um dos quatro corpos encontrados pela Marinha do Brasil no mar do Rio de Janeiro é do empresário cearense Domingos Sávio, um dos tripulantes da lancha ‘O Maestro’, que está desaparecida desde o último dia 30 de janeiro. A informação foi confirmada ao G1 pela filha de Domingos, Lilian Lima Ribeiro.

A identificação foi feita por meio de reconhecimento da impressão digital. Nenhum familiar teve ainda acesso ao corpo, mas um dos filhos de Domingos chegará no Rio de Janeiro nesta terça-feira para realizar o processo. Domingos tinha três filhos: Lilian, de 27 anos, Sávio, de 25, e Larissa, de oito.

Anteriormente, os corpos de outros dois tripulantes já haviam sido reconhecidos. O dono da lancha, Ricardo Kirst, e do pescador Wilson.

Desaparecidos desde o último dia 30

Wilson e mais quatro pessoas viajavam de lancha do Rio de Janeiro com destino a Fortaleza. O grupo começou a viagem no dia 26 de janeiro, quando partiu do Iate Clube Guanabara. A embarcação teve uma falha no motor e nas bombas no mesmo dia, segundo a mulher de um dos navegantes, Vitória Magalhães. Então, eles pararam na Urca, ainda no Rio de Janeiro, para fazer os reparos, e partiram do local dois dias depois, em 28 de janeiro.

Fonte: G1